144 comments

  1. Aiiiiiii….agora só saberemos no próximo capítulo!!! rs rs rs……
    Bom….Você já sabe que to adorando essa história né?
    Tenho orgulho de namorar o talento em pessoa!
    Beijos…

  2. Muito foda, Samuel! Legal mesmo!!! Estamos esperando a musica do cap2 tambem! Ah, a Edna viu no facebook do Chris e leu tudo, ta acompanhando tambem. Ela adorou a naturalidade dos dialogos e tal 🙂 E deu uma ideia.. pra vc colocar o treco de música no começo da pagina, pq no final o pessoal não vê pra clicar e ouvir com a leitura (segundo ela! ahuauuhaa).

    1. Obrigado, Thalita! Agradeça à Edna, também. Não imaginei que ela estava lendo, fiquei bem contente.

      A música desse capítulo vem daqui duas páginas, no meio do capítulo. A do terceiro também está pronta, acabei hoje, acho que vocês vão gostar.
      Obrigado mesmo por comentar! (ah, ri muito com seu site, hahaha)

  3. Achei a história divertida, daquelas que você lê sem nem notar o tempo passar (não que seja gigante, mas você me entendeu haha). Não tinha visto até hoje quadrinhos brasileiros tão legais, dentro desse estilo. Parabéns cara, continue assim.

  4. Tô gostando muito da história e também da arte, vc está cada dia melhor. Tô divulgando entre meus amigos e está repercutindo muito bem. Continue c essa “pegada” tá ótimo. Parabéns!!

  5. Putz, que azar! Achei uma história interessante que está apenas no segundo capítulo hehe. Parabéns pelo trabalho, cada quadro é bem trabalhado, assim como os diálogos. Imagino que deva demorar mais por causa disso, mas parabéns de novo.

    1. É, demora um pouquinho, sim. A história já está toda planejada. Costumo postar duas páginas por semana, devido ao tempo que consome-se pra desenha-las e as minhas outras atividades além de postar aqui. Mas espero que continue acompanhando, aí. Valeu!

  6. Cara, parabéns, a tempos não via um trabalho com tamanha qualidade, de história a traço, continue assim, o mundo precisa de pessoas realmente talentosas.
    No aguardo para os próximos capítulos.

  7. Adorei! Cheguei aqui pelo Mentirinhas, e te digo, foi um dos melhores “cliques” que já fiz na minha vida! Belo traço, composição, história, tudo!

  8. Assim nao vale! Vou falar pro Chris pra gente ir visitar vc, como quem nao quer nada. Dai roubo o caderninho com os seus layouts e textos e leio tudo que está por vir! Depois eu devolvo o caderno…. eu acho… Samuel R.R.Martin

    1. Hahaha, mas vocês não sabem a língua cifrada que eu uso para anotar as coisas. Não é só de trás para frente, como o Da Vinci fazia, mas sim uma complexa utilização de símbolos, alfabetos e referências a sonhos que só eu entendo….

      Na verdade, está tudo lá pra quem quiser ler, mesmo 🙁 O único problema são os garranchos.

  9. Tudo incrível,principalmente a interatividade que você tem no meio da história. Ela te prende e fala muito fácil com todos,além disso,você é muito talentoso 🙂 Continue,pois há muitos ansiosos pelos próximos capítulos.

    1. Samuel,

      Cara, parabéns. Falo isso com uma profunda e sincera admiração. O trabalho que você está fazendo está espetacular. Cores, ambientação, roteiro, tudo se encaixa perfeitamente. Não esquece de avisar caso consiga publicar por alguma editora; garanto a compra.
      Agora, sai o lado leitor e entra o lado curioso: você poderia comentar como funciona o processo de criação para você? Você compõe tudo sozinho ou conta com coloristas/revisores etc etc? todas as páginas são desenhadas a mão ou através de algum software?
      Quantas páginas você prevê que englobe esses 6 primeiros capítulos? Quantos capítulos vai possuir essa “saga maior”? Você já possui o começo meio e fim da história ou vai improvisando?
      Desculpa a bateria de perguntas cara, mas realmente fiquei curioso sobre o processo, já que só consigo imaginar a quantidade de trabalho e esforço que uma pessoa apenas tenha que desprender para fazer um empreendimento desses.

      Abraços e continue assim

      1. Muito obrigado pelos elogios sinceros! Eu também fico sinceramente contente em lê-los.

        Bem,
        antes de começar a desenhar qualquer coisa eu escrevi tudo o que iria acontecer na história, do começo ao fim. Escrevi de uma forma bem solta, mas com todos os acontecimentos principais.
        Depois disso eu separei tudo em capítulos e comecei a fazer pequenos esboços das páginas (thumbnails), transpondo todos os acontecimentos do roteiro em cenas.
        Isso feito, já começo a produzir as páginas. São todas feitas a lápis sobre folha de sulfite 180mg² (encontrada em qualquer papelaria). Na verdade, uso uma lapiseira 0.5 com grafite HB. É o meu material de desenho favorito.
        Com a página pronta, escaneio e faço os tons e texturas no Photoshop. As falas também são postas no Photoshop e é aí que eu tenho um pouco de improviso. Embora eu saiba tudo o que vai acontecer na história, nos diálogos eu improviso bastante. Sempre fiz isso e acho que o diálogo fica mais natural desse jeito. Alguns podem achar que fica “muito jogado”, haha. E fica, mas, é assim que a maioria das pessoas fala, eu acho.

        Então, é mais ou menos assim. Eu faço tudo sozinho, salvo algumas ideias que amigos, namorada e, principalmente, meu irmão Daniel dão.

        Obrigado por acompanhar!

    2. Já estou odiando a Lunabel também!
      Ah… cara, primeira vez comentando aqui, já acompanho há algum tempo e aproveito pra dizer que está indo muito bem, sucesso para você!!!

    3. Cara, parabéns pelo enredo.. conseguiu me prender de tal forma que a página fica sempre aberta e quando ligo o PC e abro o navegador, ela já sobe junto…

      Abraço…

  10. Muito boa a historia e, principalmente, a arte. Você e portador de um traço magnifico e faz otimo uso dele. Eu nem ia comentar nada pq sempre parece q foram palavras jogadas ao infinito, mas aparentemente vc lê e as vezes comenta …então acho q vale a pena.
    Continue com o excelente trabalho.

  11. Anão? Adorei tudo cara… que delícia de história, de enredo, de personagens. Deve haver um pouco de você no Piet, eu creio. Inclusive já estava procurando o botão de comprar, pois a história merece, e eu gostaria muito de tê-la em mãos, mas vi que você realmente está só começando. Continue, essa porra vai longe!

    1. Obrigado pelo comentário!
      Está bem no começo, sim: estes 6 capítulos que estou postando aqui do ‘livro’ “Piet Petersen” são o começo de uma saga maior.
      Há mesmo um pouco de mim em todas as personalidades, assim como amigos e familiares, o que é bem comum no desenvolvimento de personagens, mas você acertou nessa sua observação. Claro, sem extremismos.
      Valeu, e espero que acompanhe até o final.

  12. Poxa, não tenho costume de ler histórias em quadrinhos, em geral perco a paciência para ler, mas a sua me cativou! Gostei muito do seu traço, e da maneira como o enredo está indo. Parabéns de uma não-entendedora!

  13. Agora que percebi q o brinco da garota da capa é igual aquele do DBZ da saga do majin bu que o goku e o vegeta usam pra se fundir se transformando no vegetoo… não sei se era a intenção ou eu q estou brisando aqui. HEHE

  14. Fiquei maluco quando vi o jogo do Dinamite e Raio-Laser. Adoro essa webcomic e o Raymond mandando a Lunabel se foder no Socialbook foi hilário! Valeu pelo trabalho primoroso. =D

  15. Mais uma vez estou espantado com a qualidade de tudo. Os personagens são bastante convincentes, pois são realmente pessoas que a gente encontra no dia-a-dia. A história continua bacana, a parte da balada na igreja resume, para mim, muito bem esta “cultura da ferrugem” (a trilha sonora deste trecho também caiu como uma luva). Sem contar as referências a certo canal de TV e sua atual programação (para onde foi a música afinal?).
    Obs.: O jogo do “Dinamite & Raio Laser” me lembra meu favorito de luta até hoje.

    1. Valeu de novo, Leandro. Eu sempre fico feliz quando gostam da música pois, pra mim, ainda é um hobby em que eu me esforço nas horas vagas pra melhorar.

      Haha, ah sim. Fiz o jogo do Dina e Raio nos moldes do Super Smash Bros da Nintendo, claro. Embora eu seja muito fã do Sonic e da Sega (dos anos 90) e odiasse o Mario e o Super Nes quando era menino (pois tinha um Mega Drive), com o tempo, eu passei a respeitar muito a Nintendo, que continuou fazendo jogos de qualidade pras suas franquias de sempre até hoje. Já a Sega… 🙁

      1. Hehe, eu também tive um Mega Drive, veio com Sonic 2. Só fui gostar do Mario a partir do Nintendo 64. Bons tempos de soprar fita que não voltam mais…

  16. Cara, adorei o jeito que você retrata as coisas. Putz, se tenho raiva de alguma coisa, ela é a hipocrisia e o auto-culto ao corpo (vulgo narcisismo). Fico até sem palavras para descrever, mas resumo em uma palavra: Obra-prima!

    1. O louco, esse sim é um comentário para deixar o autor metido. Tão metido que vou… tirar uma foto, por no Facebook com uma legenda “Eu, arrasando mtooooooo #soudemais” comigo do lado do monitor fazendo biquinho de pato.

      Valeu, Willian

  17. Rapaz, achei muito legal mesmo! A arte é muito bonita e quem curte essa pegada meio sombria moderna, certamente vai curtir muito! O único problema foi o fato de eu não ter conseguido achar as músicas que compõem a trilha sonora da história… Se for possível colocar algum link (da música) próximo a pagina da história onde ela entra, seria show, e facilitaria muito esse processo de encontrar a música e tal.

    1. PS: Me refiro especificamente ao primeiro capítulo, onde falhei miseravelmente em encontrar a musica do mp3 do piet… Ou ela foi postada lá e eu passei direto? De toda forma, meu parabens, mesmo, trabalho extremamente respeitável e interessante. =)

  18. Kra sou só eu que perceni ou realmente outras pessoas se sentem assim? Mundinho futil e chato. Cheio de Idolatras e pessoas sem noção!
    Parabens de novo Samuel!

  19. Adorei o conteúdo, enredo…historia.
    A parte que mais me interessou no texto em si, foi quando ele manda o cara se foder na boate.
    Só acho que esta muito curto. Se tiver que publicar, vai ter que juntar peças e modificar o roteiro todo.
    Más vou continuar acompanhando.
    Abraços

  20. Apesar de não ser designer como o personagem o estilo de vida é muito parecido com o meu. Assim como o gosto musical e a opinião sobre a sociedade atual.
    Alta qualidade.
    Parabéns.

  21. Cara, comecei a ler agorinha. Tô curtindo muito, mesmo. Creio que você inspira seu personagem em si mesmo, não é? O fato de ele ser designer, curtir heavy metal e tudo o mais. (eu li seu perfil no site do Dinamite e Raio-Laser)
    Adorei a arte. A coloração, sombra e efeitos são demais, principalmente os traços e cores vivos que você dá aos olhos.
    Show de bola, espero ter muito mais por aí ;]

  22. Cara, cara que isso, faz muito tempo que não vejo nada de qualidade na cultura brasileira.. seja na musica, literatura, cinema.. mas cara que foda essa HQ sua, nossa muito muito foda, gostei demais dos diálogos muito fluidos, gostei demais tbm da temática, não achei ela tao sombria e melancólica quanto muita gnt, acho que eh pq eu jogo diablo e devo ta acostumado hahahaha, meu continua assim!!

  23. Sério, dentre todas as merdas que circulam na internet, sem conteúdo, todos os blogs que só falam em piada suja, humor que banaliza as pessoas, me vem esse cara com uma qualidade dessas, com uma história fera demaais. Meus parabéns!

  24. Gostei muito da hq, história envolvente e me identifiquei bastante com o protagonista (já que curto design, tenho 29 anos e também não tenho habilitação, rsss)…Continue com o bom trabalho e Boa sorte!!!

  25. Não gostei dessa LunalBel, ela esta representando a Mari Moon que era da MTV… a Mari Moon não era uma pessoa hipócrita, muito pelo contrario, sempre educada, sorridente, alegre…se isso é hipocrisia, então eu não sei oq não é. Hipocrisia é criticar os outros sem conhece-los, e criticar a moça da tv que esta TRABALHANDO em fazer ibope para a emissora de tv,que é hipocrisia.

    Gosto muito das ilustrações, dos roteiros, continue com o ótimo trabalho.

  26. Estou adorando a HQ. Trabalho lindo. Mas estou odiando o protagonista. Mó cuzão e recalcado (no sentido freudiano kk). Parece que ele projeta sua infelicidade nos outros, e se isola numa mediocridade para se sentir superior.

    1. Ele projeta sua infelicidade pelo que as pessoas se tornaram hoje em dia, ele se isola por achar as pessoas rasas e isso lhe trás infelicidade com a cultura mediocre que as pessoas cultuam.Para pessoas como as da festa que ele foi acham a mesma coisa da sua analise, mas quem se motrou desse jeito que voce falou foi o cara esnobe da festa.

  27. Muito boa, boa abordagem de como as pessoas tem se tornado mediocres e futeis atualmente, alem da arte ser excelente com um lindo traço e a iluminação que você coloca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *